PETRA

Jordânia, uma surpresa a cada momento...

Egito

5000 anos de história

Roma

A história viva

Cinqueterre

Colírio para os olhos

Barra Grande

Bahia que não me sai do pensamento

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Paris

Essa viagem foi fruto da leitura do :Livro Paris sobre Trilhos de Ina... .
Chegamos  11:30 da noite no aeroporto Paris Beauvais  (a 75km ao norte de Paris). Ao Chegarmos e passaramos pela Alfândega já vimos o lugar do Ônibus. e o lugar onde poderíamos comprar o ticket. Pessoas atenciosas te ajudando (os empregados da empresa de ônibus). Ao entrar no ônibu você tem logo o mapa de Paris e do Metrô.. . Chegamos 1:13 minutos depois na Porte Maillot, pagando 17 euros cada um.. Em Porte Maillot pegamos o Metro para a linha 1  e depois linha 7 para estação Les Gobelins. Descemos já quase 1 h da manhã de um sábado. Bares, e bistrôs cheios e as ruascom pessoas circulando a pé .. como aqui no Brasil (kkk só que não). Então depois de muitas "perguntações" chegamos ao Hotel .

Ah Paris!!! que  prazer estar aqui. Pela manhã, apesar de ter café no hotel, não queríamos arriscar e 






A Concierge




Teatro Châtelet




 Parc de la Tour Saint-Jacques

 Hotel De Ville



 Palais Royal
 Na ponte Au Change
 Mais adiante a Ponte Neuf
 Pátio interno do  Palais





















domingo, 11 de maio de 2014

Fontainebleau- França




Pela 6a. vez, não consecutiva, rs, estamos em Paris. chegamos em 12/4/2014 e no dia seguinte cedo pegamos o trem rumo à Fontainebleau

Foto  ao lado da Internetp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Chateau_Fontainebleau.jpg#mediaviewer/Ficheiro:Chateau_Fontainebleau.jpg

O que nos levou a visitar o Fontainebleau foi o livro que lemos  Paris Sobre Trilhos da americana Ina Caro, apaixonada por Paris e a  França em geral. O livro tem como proposta  que você conheça os monumentos principais da história da França a partir de viagens de trem saindo das diversas estações de Paris. Como teríamos  pouco tempo, escolhemos a descrição que mais nos encantou que foi do Castelo de Fontainebleau, localizado na cidade do mesmo nome. Pegamos o RER  (20 euros para os 2) na Gare de Lyon, Linha D. Caso tenha dificuldade procure nos guichês o RER que vai para  essa cidade e em 45 minutos você estará lá. O Chateau fica a 1,5km da estação, mas tem um ônibus. Caso você seja como eu e meu marido não ficará esperando mas irá andando pela cidadezinha tão linda e tranquila em poucos minutos  chegamos. o verde que envolve o castelo  é impressionante (antes deveria ser estonteante pois este lugar era uma floresta onde os reis iam caçar, imaginem!). enfim entramos pela longa área verde  e chegamos primeiramente nos jardins e pelo fundo do Castelo. Pagamos 22 euros para os dois. Após pagar você deve deixar suas bolsas guardadas no armário (1 euro)

O que nos atraiu ao Castelo foi o Rei Francisco I, o idealizador e construtor,  mas o que  prevalece é a influêcia de Napoleão que morou lá durante seu império. O Rei Francisco  no Século XVI trouxe os artistas Italianos do Renascimento para decorar o Castelo. Ele era um rei extremamente hedonista dado aos prazeres  e que valorizava muito a aparência das coisas, desta forma  tudo que tem sua marca é muito bonito (veja os Afrescos de sua galeria.. maravilhosos). Pena que durante a Revolução Francesa os "companheiros" detonaram tudo que era móvel e levaram ou depredaram, perdendo-se desta forma a memória  dos móveis e muitas obras de arte desta época.  O que podemos ver foi Napoleão e pouco de Francisco I (um pouco maravilhoso)


As fotos internas foram poucas pois acabou a bateria da máquina






Abaixo a Águia, símolo de Napoleão



Este lago envolve todo o Castelo

As louças da era Napoleão.. gostei muito...

Olha como Napoleão era pequeno!!







 Abaixo a barraca que Napoleão dormia quando em Campanha pela europa