PETRA

Jordânia, uma surpresa a cada momento...

Egito

5000 anos de história

Roma

A história viva

Cinqueterre

Colírio para os olhos

Barra Grande

Bahia que não me sai do pensamento

sábado, 3 de junho de 2017

Meteora, Grécia

Hoje , 11 de maio, chegamos a uma linda cidade da Tessália, Grécia, chamada Kalabaka. Resolvemos incluí-la no roteiro por ficar próxima de Salônica,( Tessaloniki), apesar de um pouco contra-mão.  A grande atração de kalabaka são mosteiros construídos em rochas de até 600 m de altura. Trata-se de uma localidade denominada Meteora, localizado no povoado de  Katraki.  A paixão pelo local começou já na estrada, cenário de montanhas  digno de filme ! que vegetação rica, agricultura forte , clima fresco, rios..  clima bem diferente das ilhas e da região de Athenas.
Como chegamos:

  1. Compramos  o bilhete para kalabaka na estação de trens Larissa  de Atenas ( não tenham expectativas com ela é meio abandonada e mal tem um banheiro e um café , mas é bastante útil) . O trem não é uma maravilha mas é bom e vai parando ao longo do caminho. Se você como eu não gosta de sentar naquelas cadeiras que você fica de frente a outra pessoa, observe isto na hora de comprar. 
  2. O trem não vai direto, após 3:20 min tivemos que descer  em Palaeofarsalos, passar para a plataforma 2 e esperamos 20 min para o outro trem chegar. Existe um horário direto, 8:27. A  a viagem até kalabaka durou 50 min. Tivemos  que perguntar o tempo todo: kalabaka? Uma vez que ninguém falava inglês e as placas eram em Grego 😡 Há possibilidade de comprar o ticket do trem on-lineno site http://www.trainose.gr/en/ticket-purchase/.
  3. Chegando na estação você já avista os rochedos de Meteora!!😁😁 pegamos um táxi que cobrou 5 euros e andou 3 minutos ou menos.
  4. Para visitar Meteora fomos para a praça que tem uma fonte luminosa ( próxima a estação de ônibus) passa de meia em meia hora até as 10:30. Pegamos o de 9:00 (  é o primeiro, haja correria) os monastérios tem programação de abertura nem todos abrem todos os dias . São 5  ao total. O ônibus vai passando nos mosteiros abertos , você define onde ficará e depois retorna recolhendo quem estiver no ponto. Ficamos no primeiro e o maior de Meteora. 
  5. Para nossa sorte era maravilhoso, o da Transfiguração ou Metamophosis.  Que lugar lindo !! Completamente medieval, possui uma exposição de utensílios da época, um museu. Muitos objetos antigos da igreja Ortodoxa. Impressionante é a beleza da igreja do monastério, afrescos contam a perseguição dos primeiros apóstolos , deslumbrante essa igreja. Fomos andando para o segundo, estava fechado. O terceiro que fomos foi o Rosseanou. É um Monastério feminino e é bem pequeno , lindo, cheio de flores.
  6. Não esperamos o ônibus, resolvemos fazer a trilha a pé. No total andamos 1 h . Que experiência maravilhosa, a natureza é vigorosa, o vento as pedras , as flores e os pássaros, emolduram os monastérios cheios de histórias e mistérios...
















































quarta-feira, 17 de maio de 2017

Santorini - realizando sonho

Chegamos em Santorini por um Ferry da Hellenic Seaways, maravilhoso!. Compramos classe econômica, mas acho que pelo horário só tinha uma classe. Pagamos 65 euros para dois e a viagem durou 8:30 min. Chegamos 1:30 da manhã. Reservarmos numa agência em Atenas, perto do Pireu, um hotel que aceitasse check-in neste horário. Super difícil.  Santorini era um sonho. Não estava em meus planos conhecê-la agora, porém Luís insistiu porque disse que não quer mais saber de Grécia (é a segunda vez, ver da primeira vez que fomos Link ), para não correr o risco de eu pedir para vir novamente iríamos agora. 
Chegamos 1:30 da manhã. Na agência que reservamos o hotel nos disseram que 10 min andando estaríamos no hotel , qual nada !. O Porto fica no nível do mar e o hotel fica no centro de Firá, 300 metros de penhasco acima. Tivemos que pagar um "transfer" em uma agência que funcionava 24 h . Pagamos 20 € (eles pediram 25). Apesar da distância ser curta mas não se anda na maioria das ruas de Santorini e muito menos na via que liga o Porto ao centro.
O hotel era uma gracinha, somente tínhamos reservado uma noite, mas resolvemos ficar nele pois é perto do centro da chamada capital de Santorini, Firá. Recomendo muito este hotel. Café da manhã  com comidinhas tradicionais feita por eles !tudo fresquinho e quentinho, o destaque ficou para o Iogurte Grego feito em casa, delicioso!! O preço, lá no hotel foi 35 Euros. Por noite, para dois. No site era mais caro, chama-se  Anessis Apartaments, veja no Trivago, booking etc

Peguei um roteiro no Blog Uma brasileira na Grécia para seguir pois ,como decidimos tudo de última hora , não deu para pesquisar e fazer um plano antes.
  1. Fomos para Oia ( eles pronunciam Oí). Sabe aquelas fotos maravilhosas que vemos de Santorini? isto chama-se Oia!
  2. De Oia voltamos para Firá e almoçamos. Todos os restaurantes estavam lotados
  3. Depois do almoço fomos á estação e tinha um ônibus para Perissas 
  4. Pegamos  o ônibus e fomos conhecer a  a Praia . Estava vazia entramos na água só para sentir a temperatura. Apesar da cor da areia (preta) , achei interessante . Ventava bastante e a maré estava subindo. Quando saímos já era tarde, tinha um ônibus indo para o sítio histórico de , Akritori, fomos , 14 € por pessoa.
  5. Do Sítio Histórico  de Akritori, fomos visitar Praia vermelha . Trata-se de uma Praia de mar aberto com falésias cor avermelada. O acesso a praia estava impedido a partir de determinado ponto, por corrimento de pedras). Ventava muito e o sol já estava se pondo. Fomos para o ponto esperar o último ônibus que passaria ( o transporte lá passa de uma em uma hora, neste local o último ônibus passaria as 19 h
  6. Chegamos mais de 8 h comemos um lanche e. Fomos dormir
  7. No dia seguinte fomos caminhar por Ferá, a capital.  A tarde pegamos o Ferry de volta para Atenas. Antes de vir para Santorini, reservamos um hotel nas imediações do Porto pois  iríamos voltar tarde. Chegamos quase meia-noite . Descemos em um terminal bem longe do hotel . Mas tinha um ônibus disponibilizado pelo Blue Star que nos deixou na estação central onde ficava o hotel 





Na saída, escoltados por pássaros
 a viagem já começa com o por do sol!

 Em Oia predomina o azul e branco e tremula a linda bandeira da Grécia







 O pessoal que mora aqui deve sofrer com as multidões de turistas























 Santorini fora de Oia:

 Praia de Perissas: Geladaaaa

 Cidade pré-histórica de Akritori que foi soterrada e redescoberta após erupção de vulcão ver link

 Praia Vermelha
 Ferá, a capital de Santorini


 Abaixo Resorts . Áreas restritas aos hospédes



 Muitos  cruzeiros .. as pessoas sobem pelo bondinho para acessar a ilha



 Os bondinhos
 A volta pelo Blue Star, pagamos 80,00 por pessoa e o Ferry era horrível
 A lua ja aparecia no por do Sol