quinta-feira, 20 de julho de 2017

Tessaloniki, Tessalônica, Salônica

Chegamos a Tessalonica ou Salônica três dias antes do retorno a Madri. A cidade para mim foi uma surpresa. Toda arrumadinha, um comércio interessante, bem diferente das cidades da Grécia (excluindo Atenas) até agora.Uma atividade econômica que inclui Refinarias ,Petroquimica dentre outros.;


É segunda maior cidade da Grécia, com uma população de um milhão de habitantes. É uma das mais antigas cidades da Europa. É rodeada pelo Golfo de Thermaikos. Capital da Macedônia e é o porto comercial mais importante. Esteve dominada por muitos povos como Otomanos, Romanos. Para mim o estaque dela não foram os pontos turísticos: a Torre Branca, o arco de Galério, as muralhas, a praça Aristóteles, as igrejas Agios Georgios e Agia Sofia e o banho turco Bey Haman.. Tessalônica destaca-se por ser um dos centros universitários mais importantes do sudeste da Europa.Creio ser essa a razão de tantos jovens e tanta animação. No dia que chegamos fazia um sol maravilhoso e os bares estavam lotados, porém todos vestidos de calças e roupas bem cobertas, isto na beira do mar. Lindo por sinal o Golfo Thermaikos é lindo. Chegamos de Meteora por meio de ônibus. Chegando logo pegamos um ônibus para nosso hotel que ficava ao lado do aeroporto (já que nosso voo sairia 7 h da manhã, melhor facilitar as coisas). O Aeroporto é muito distante da cidade e o ônibus atravessava toda a cidade. foi ótimo que ja´vislumbramos muita coisa. O lugar que ficamos chamava-se Perea e era como a grande Tessalonica. Tem uma praia diferente na qual tomamos banho (depois fiquei pensando se não era poluido. Todos estavam sentados na mesa e somente umas talvez três familias tomavam banho. Mas foi muito divertido gritar , gitar e gritar com o gelo da água (sensação de milhares de agulhas no corpo) mas imediatamente passou e ficou muito gostoso. Perea é como uma cidadezina do interior bem gostosa mesmo. Gostamos muito do hotel que ficamos, café da manha impecável! No dia seguintes fomos andar no centro histórico, e fazer compras e finalmente no terceiro dia voamos par Madri. <
     Centro histórico de Tessalônica











Sempre tem umas escavações com sitios












Eu depois de gritar e gritar

O centro de Perea




Luis fazendo resgate do brinquedo de uma criança que o mar ia lentamente levando




Essa foto é da Torre Branca como era antes da guerra com os Otomanos


sábado, 3 de junho de 2017

Meteora, Grécia

Hoje , 11 de maio, chegamos a uma linda cidade da Tessália, Grécia, chamada Kalabaka. Resolvemos incluí-la no roteiro por ficar próxima de Salônica,( Tessaloniki), apesar de um pouco contra-mão.  A grande atração de kalabaka são mosteiros construídos em rochas de até 600 m de altura. Trata-se de uma localidade denominada Meteora, localizado no povoado de  Katraki.  A paixão pelo local começou já na estrada, cenário de montanhas  digno de filme ! que vegetação rica, agricultura forte , clima fresco, rios..  clima bem diferente das ilhas e da região de Athenas.
Como chegamos:

  1. Compramos  o bilhete para kalabaka na estação de trens Larissa  de Atenas ( não tenham expectativas com ela é meio abandonada e mal tem um banheiro e um café , mas é bastante útil) . O trem não é uma maravilha mas é bom e vai parando ao longo do caminho. Se você como eu não gosta de sentar naquelas cadeiras que você fica de frente a outra pessoa, observe isto na hora de comprar. 
  2. O trem não vai direto, após 3:20 min tivemos que descer  em Palaeofarsalos, passar para a plataforma 2 e esperamos 20 min para o outro trem chegar. Existe um horário direto, 8:27. A  a viagem até kalabaka durou 50 min. Tivemos  que perguntar o tempo todo: kalabaka? Uma vez que ninguém falava inglês e as placas eram em Grego 😡 Há possibilidade de comprar o ticket do trem on-lineno site http://www.trainose.gr/en/ticket-purchase/.
  3. Chegando na estação você já avista os rochedos de Meteora!!😁😁 pegamos um táxi que cobrou 5 euros e andou 3 minutos ou menos.
  4. Para visitar Meteora fomos para a praça que tem uma fonte luminosa ( próxima a estação de ônibus) passa de meia em meia hora até as 10:30. Pegamos o de 9:00 (  é o primeiro, haja correria) os monastérios tem programação de abertura nem todos abrem todos os dias . São 5  ao total. O ônibus vai passando nos mosteiros abertos , você define onde ficará e depois retorna recolhendo quem estiver no ponto. Ficamos no primeiro e o maior de Meteora. 
  5. Para nossa sorte era maravilhoso, o da Transfiguração ou Metamophosis.  Que lugar lindo !! Completamente medieval, possui uma exposição de utensílios da época, um museu. Muitos objetos antigos da igreja Ortodoxa. Impressionante é a beleza da igreja do monastério, afrescos contam a perseguição dos primeiros apóstolos , deslumbrante essa igreja. Fomos andando para o segundo, estava fechado. O terceiro que fomos foi o Rosseanou. É um Monastério feminino e é bem pequeno , lindo, cheio de flores.
  6. Não esperamos o ônibus, resolvemos fazer a trilha a pé. No total andamos 1 h . Que experiência maravilhosa, a natureza é vigorosa, o vento as pedras , as flores e os pássaros, emolduram os monastérios cheios de histórias e mistérios...