sábado, 22 de abril de 2017

Auschwitz

 Hoje é o dia de irmos a Auschwitz  Acordamos cedo tomamos café num café siciliano. Eu comi um canoli ,não resisti,  e  um sanduíche natural só que eu achava que era mussarela quando eu vi era ovo cozido aff. Tirei o ovo comi o pão puro com  o alface e tomei um cappuccino e um chocolate bem cremoso . Luis comeu um sanduíche e um croissant e tomou café . Fomos para a estação central pegar um trem para Auschivitz.   Na verdade  Auschivitz  hoje é um museu  que conta a história do
Holocausto com requintes de realidade cruel,  dignos de um filme de terror. Hitler na época mudou o nome da cidade para Auschwitz , mas a cidade depois fez questão de voltar o seu nome original que é Oswiecim. Compramos o bilhete para o trem com destino a

Canoli, 1,90 reais
Sanduíche::  7,00 reais
Chocolate: 10,00
Cappuccino: 10,00
Espresso: 4,00
Passagem de trem , ida :18,00
Volta: 28,00
Lanche:28,00
Água :1,5 l : 2,30 reais (mercado)
Entrada em Auschwitz: 90 reais para os dois
Sobre custos: achando a Polônia cara. Espero no restante do Leste Eurpeu baixar esses valores

Foi tão emocionante que requer forças pra relembrar. Amanhã continuo contando como foi esse passeio pela história da humanidade.

O Café Siciliano

Planty Park e olhos inchados do frioooo


A Caminho de Auschwitz

Duas amiguinhas Eslovenas que conhecemos  no caminho: uns amores





A caminho de Auschwitz




Caminho para Auschwitz

Partimos para Auchwitz . Supresa em saber que a estação central estava a apenas 10 min do hotel , a pé . Fomos então andando  pelo maravilhoso parque Planty até a estação central . Chegando lá enfrentamos uma pequena dificuldade para comprar o bilhete de trem pois a atendente era super grossa e estressada  falando um inglês que  eu não conseguia entender .. mas enfim conseguimos comprar e depois para descobrir qual era a plataforma ? tivemos que perguntar a um e outro. (não vi informações turísticas em Cracóvia). Achamos que era uma mas não era !Um português foi colocado pelo Senhor em
Nosso caminho e fomos para a plataforma certa. Eu pensava que a cidade chamava-se Auschwitz, esse nome foi dado por Hitler. Após o término do Holocausto a cidade voltou a se chamar ...Conhecemos duas Eslovénas que iam para lá também  e ficamos juntas todo tempo. Existem trens e ônibus que vão direto e demoram 1:40. A visita dura 2 horas e é obrigatoriamente guiada. Você pode ir só é sem pagar, se chegar até 10 h e após 16 h .. mas não vale a pena !

O Campo de Extermínio de Auschwitz


Por mais que eu tenha ouvido falar no Holocausto, por mais que tenha assistido filmes e lido livros, minha perplexidade não tinha se comparado ao que senti nesta visita a Auschwitz. A emoção tomou conta de mim, senti-me mal e chorei. A vontade era de ir embora e não ficar para ver o resto. Como os seres humanos conseguiram fazer aquilo , sim, para mim o mundo todo participou pois não interviu para acabar com aquela coisa inominável. Ao ver toneladas de cabelos loiros, brancos pretos, castanhos das mulheres que chegavam e tinham seu cabelo raspado (o cabelo era vendido para a indústria têxtil alemã) A indústria não achava estranho tanto cabelo humano sendo vendido? e os venenos que eram colocados nas câmaras de gás, estão lá as embalagens vazias e as notas de compras.... Ao ver milhares de sapatos de crianças , mulheres e homens. Malas, restos de coisas pessoais, você dá vida àquela barbaridade...
E as câmaras onde eram  mortos e o crematório? até hoje cheira a fumaça! Mas, muito me intriga como as pessoas participavam disto tudo achando normal, há fotos de membros da equipe do Médico Josef Mengele que fazia experimentos abomináveis, diante dos cobaias, feridas e em pele e osso, as enfermeiras com um sorriso nos lábios .. como uma enfermeira pode rir de algo assim? só para se salvar? quem sabe! enfim, as torturas, os experimentos com diversos tipos de mortes.. Gente só chego a uma conclusão: o ser humano, sem Deus como guia de sua vida, não presta pra nada!

Cada Pavilhão deste ai abaixo tinha uma função, havia o Pavilhão da morte, um labirinto com celas onde eram feitas diversas experiências para ver até onde os prisioneiros suportavam, tipo ficar quase sem oxigênio, por exemplo. Havia em alguns destes  Pavilhões as  câmaras  da morte,  os crematórios. Lembrando que  as câmaras coletivas ficavam em Auschwitz II a poucos minutos deste campo de extermínio.


Vista dos primeiros pavilhões
Alguns sapatos
Alguns pertences
Alguns uniformes
pertences (pastas de sapato)
Vitma de experimentos
Modelo das câmaras coletivas
Cela para experimentos
Alguns crematórios


Entrada do Museu. A frase em alemão  foi colocada pelos nazistas
significa o Trabalho Liberta



  



Quando  estávamos entrando no crematório (um lugar que mantem ainda um cheiro forte de fumaça, ia saindo um  grupo de   religiosos Judeus. Foi uma cena triste...







Reações:

2 comentários:

  1. Impressionante! E o que está acontecendo hoje na Síria. O segundo holocausto. Bjs

    ResponderExcluir

Amigo: Se você achou o BLOG útil, se quiser mandar um alô ou informar algo, agradeço seu comentário: