sexta-feira, 11 de abril de 2014

Chefchaouen - Norte do Marrocos - Cidade Azul

10/04/2014 - Bem vindos a Chefchaouen!! 

Fundada em 1471,  o nome significa "Observa as montanhas"! Cidade de 45 mil habitantes, localizada nas encostas da Cordilheira do Rif, no norte do Marrocos. Durante a ocupação espanhola a grafia foi alterada para Xaouen e, em 1975, foi finalmente rebatizada.   Em 1494 com a chegada dos refugiados mulçumanos e Judeus expulsos da Espanha o povoado cresceu muito. A cidade permaneceu isolada até que em 1920 e foi ocupada por tropas espanholas. Em sua chegada, os espanhóis se surpreenderam aos perceber que os judeus ainda falavam um dialeto do castelhano medieval.
Na década de 1920 ocorreu a Guerra do Rif, onde os espanhóis foram temporariamente expulsos de Chaouen. Porém, pouco depois voltaram e não se retiraram mais até a independência do Marrocos em 1956.

Viagem de Fês a Chefchaouen

Chegamos hoje pela manhã vindos de Fês pela CTM, saindo da Gare da CTM no centro de Fês, pagamos 70 DH (lembre-se que Diham se divide por 3,4 para achar em real). Na saída descobrimos que Fês não é pequena com seus hum milhão de habitantes, ela é bastante espalhada.  

Contradição do antigo como  novo

Neste último dia fomos a um Shopping e no Supermercado Carefour. Gente, surpreendente encontrar o mundo moderno aqui como o que vimos neste Shopping. Em Marrakech combinava mais.. Apesar de que tudo é tão contraditório... a cultura antiga tentando sobreviver... mas mesmo a antiga  teve que se adequar a era dos celulares e  notebooks. Enquanto as pessoas não tem acesso a um estudo de qualidade e um desenvolvimento de verdade... isso evidencia como o mundo moderno está cada vez mais igual...porque no Brasil é parecido com isso.. e assim caminha a humanidade os pobres satisfeitos com seus eletrônicos e roupas fabricados por algum chinês... e o essencial ficando de lado..

o antigo:

É impressionante como as sociedades vão jogando seus hábitos fora e adquirindo os daquelas dominantes porque são considerados  melhores que os seus.. Aqui, certamente não por escolha, essa coisa  é mais lenta... ou até agora parece que foi..

As essências são feitas de formas artesanais. Desde as flores de laranjas colhidas nas ruas e as rosas cultivadas em casa para fazer essências.. que delícia..

As mulheres ainda ficam em casa cuidando de seus filhos e os homens fazem coias que hoje  nas sociedades a maioria são feitas pelas as mulheres como  costurar, atender em lojas etc.

Os azulejos desenhados, a arquitetura cheia de detalhes, os móveis são uma obra de arte.. as louças, os conjuntos pra chá... tudo artesanal apesar da China insistir em entrar e vai conseguir...  aqui ainda é possível ver o passado..

Campo do Norte de Marrocos:

1. Hoje nesta viagem vimos como é fértil esta região de Fês até Chefchouen. Apesar de um evidente atraso (parece o interior do nordeste)
2. As cidades tem infraestrutura precária, Na região do deserto (Sul) as cidades tem  uma aparência bem mais cuidadas e mais bonitas o que pra mim que não conheço profundamente, parece incoerente já que lá , teoricamente é mais pobre.. outra coisa é a cultura árabe  que é mais forte por lá. Aqui talvez por estar bem próximo à Europa  nota-se uma diluição principalmente entre pessoas mais jovens.




A cada caminhada na cidade uma surpresa!! diferente de tudo que vimos, uma arquitetura mais hispanica










Entrada da Medina (cidade antiga que  encontramos em toda as cidades Arabes














V


Como  em toda Medina os souks (lojas) vendem de tudo de  agulha a bomba atômica... e se faz tudo comer  fazer massagens arrumar cabelo sei lá mais o quê..

A cidade fica encravadas nas montanhas.. água pra todos os lados.. em todo ligar encontramos essas fontes.. as pessoa bebem normalmente (eu não)



Aqui na cidade nova... uma cidade  sem muita referência árabe






Laranjas pra todos os lados
As camponeseas. Em todo campo vimos essas guerreiras carregando pesos e trabalhando nas lavouras. Os homens trabalham  também mas vemos um montão nos cafés o dia inteiro sempre cheios de homens...
As montanhas são imensas.....

Vimos essa igreja católica e corremos para ver... qual nada! trata-se de uma escola... acreditamos que na ocupação espanhola tenha sido construída..


Jardina da cidade nova





Bares na beira do rio (bares vírgula pois não vendem bebida alcoolica. Só vemos isso em restaurantes finos.. nem sei se vendem para os da terra Acreditamos que simm pois vez por outra mesmo... vemos algum bebado... muito raro vi por duas vezes
Esse rio maravilhosos, bem clarinho corta a cidade.. vem das montanhas


A cidade se derrama em azul junto às montanhas

Luis e sua paixão peos cítricos...
O povo bebendo água nas fontes
o povo daqui detesta que tiremos fotos, só que é dificil.. tudo é muito estreito e pequeno.. tive que me desculpar algumas vezes...













Praça principal à noite

Reações:

3 comentários:

  1. Simplesmente, um conto de fadas. esses corredores azuis, essas janelas cheias de arabescos, parecem um lugar irreal. Deve estar sendo um sonho estar aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari , vc ia amar agora tem que trazer tenis.. andar nas montanhas é tudo de bom. Melhor vir antes de abril, em março. Tá muito quente agora..

      Excluir
  2. "Grande artigo e óptimo blog! Deixe aproveitar este seu espaço de comentários para apresentar Viagens em Marrocos.
    Somos uma equipa de especialistas em turismo por todo Marrocos. Planeamos viagens de sonho em Marrocos, passando por deserto, cidades, montanhas e oásis de uma beleza incrível.
    O nosso site é http://www.viagens-em-marrocos.com, e aí pode ver mais detalhes e ideias.
    Se estás a pensar em Marrocos, vem experimentar um dos nossos veículos 4x4 e conhecer os segredos mais escondidos.
    Obrigado.
    Omar"

    ResponderExcluir

Amigo: Se você achou o BLOG útil, se quiser mandar um alô ou informar algo, agradeço seu comentário: