segunda-feira, 23 de abril de 2012

Volta pra casa 2012

Pessoal,
Saímos de wurzburg num trem chic, aqueles de velocidade, compramos na  segunda classe (74 euros p/2). Entrei num vagão e estranhei : só tinha gente chic, de terno, tipo, executivos. Arrastando minha mala, agora com 24 kg, sentei-me no primeiro banco vazio... Um desses executivos bradou algo que terminava em reservation, em inglês ou alemão (algumas palavras são idênticas,, nao sei em qual lingua falou rs).
Lembrei logo que que eu tinha comprado na segunda... Ai fomos de vagão, em vagão tentando achar um lugar para sentar, finalmente compreendi que se quisesse sentar, deveria sentar no chão, o trem estava lotado! Nao demorou a chegar, 1 h e 40 min e nos deixou no aeroporto. Pegamos um elevador e já estávamos próximos ao balcão da TAM (C), só que depois de um tempo esperando, descobrimos que deveríamos fazer o chekin na Lufthansa (àrea B). Melhor que isso, so dois (imagine sair do Caminho das Arvores e entrar ja na plataforma de embarque do aeroporto, isso eh sonho!)

O vôo fez uma conexão em Lisboa, acreditem! tinham tirado nossos nomes do vôo achando que não chegaríamos a tempo (se nao tivéssemos corrido feito loucos pelo aeroporto, nao daria tempo, mesmo). Quando finalmente conseguiram nos colocar novamente, nao daria tempo das malas seguirem no mesmo vôo ! (mas ja chegaram! entregram em nossa casa)
Ponto positivo: comida da TAP, muito boa, para comida de aviao claro!

Chegamos ao Brasil! Mais especificamente à Salvador. No aeroporto, o primeiro choque cultural: o piloto português pediu desculpas pela demora em descermos do avião pois as autoridades aeroportuarias nao providenciaram a escada, depois veio a demora da liberação da entrada, depois o próprio aeroporto tão abandonado, tão sem estrutura... Deixa Pra lá, pois apesar da saudade que eu estava da comida, do clima, basta desembarcar para começarem as comparações e a tristeza de verificar que estamos muito longe... longe de atitudes como, parar o carro quando uma pessoa se aproxima para atravessar qualquer rua, como vimos em toda a Alemanha que estivemos, pedir desculpas em qualquer situação de incomôdo ao outro, ter um transporte onde crianças de 6, 7 anos andam sozinhas de sua escola para casa sem serem ameaçadas (em Salvador, ter um sistema de transporte já seria o máximo!), olha minhas maluquices, se nao temos ao menos segurança nem dentro de nossas casas...se á educação nunca foi prioridade em tempo algum, esquece ivaneide passos!

Devo dizer que a África do Sul foi meu lugar nesta viagem. Surprendeu-me demais. Cape Town é uma cidade organizada, limpa, agradavel e nao se compara em segurança com nada em nosso pais. Parece uma cidade da inglaterra, por exemplo (devo dizer que o sistema de transporte é precario, nada de engarrafamentos ou coisa parecida, mas é baseado em onibus, nao poderia prestar).

Vi também a pobreza da Africa do Sul nos arredores de algumas cidade e nos arredores do Kruger. Nao conheci Joanesburgo, passamos um dia lá num bairro chamado Sundton City. Um complexo de shoppings de luxo localizado numa praça chamada Mandela Square, mas nada posso falar de Joanesburgo.

A experiência com os Safáris em busca dos animiais foi a mais marcante de minhas viagens, totalmente inesquecível.

Destaco que os Africanos negros que cruzaram em nosso caminho foram maravilhosos: sorridentes, amáveis, prestativos. Quanto aos brancos que lá vivem, parece que fazem parte de uma elite que fica bem longe de turistas ou coisas populares,,nao vimos nenhum trabalhando  no comercio, por exemplo.

Aviso que continuarei  postando os custos da viagem e um Post sobre os hotéis.

Hoje estou viajando para o Capao - Chapada Diamantina. Se visitarmos lugares diferentes, postarei, se formos para  os mesmo lugares de sempre, nao. Ainda nao temos o roteiro.

Deus esteve presente em toda a viagem, guiando e tomando conta de nós: Obrigada,Paizinho pelo teu cuidado!

Agradeco a todos que me acompanharam nessa viagem!! Obrigada amigos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo: Se você achou o BLOG útil, se quiser mandar um alô ou informar algo, agradeço seu comentário: