terça-feira, 21 de abril de 2009

17/04/2009 - Porto - Santiago de Compostella - Madrid

Dedicado a Fátima (de Jane) e Larissa Coni = sim eu gostei de Portugal! kkkkk

Pegamos um vôo da AEGEN /Tap para o Porto. O vôo tinha duas conexões uma em Milão outra em Lisboa. Chegamos à Lisboa em cima do rastro, não deu outra: perdemos o vôo, porém a TAP pediu-nos desculpa e nos acomodou no vôo seguinte. Imagine, o Vôo chega em cima da hora e para você ir ao Terminal 2 tem que atravessar o aeroporto de Lisboa, pegar um ônibus e encaminhar-se ao Terminal 2. Resultado, chegamos na Cidade do Porto quase 1 h da madrugada. Sabe quando você ama uma cidade de cara? E mais, sente-se amado por aquela cidade? Porto foi Amor à primeira vista- Sim Lari, você estava certa !. Não sei se o metrô (dentro do aeroporto e absolutamente novinho) não sei se a segurança que sentimos (policiais de madrugada em lugares estratégicos, informações no metrô em todas a s estações). Fazia frio, muuuuuuuuuiiiiiiitooo frio... não fazíamos idéia onde ficava a pensão que tínhamos reservado, ninguém até então conhecia a rua, nós de mochilas e imensas malas( pois é, a bagagem quase que triplicou!! ). Acho estas chegadas nos lugares, momentos únicos da viagem, tudo tão nublado, uma escuridão completa... e a gente lá, intrépidos na nossa luta! uhuhuhu (rsrsrsr), é estimulante :adrenalina pura. Resolvemos ir para o centro da cidade para ver se por acaso o tal endereço não seria perto. Encontramos um par de guardas (educadíssimos, os Portugueses de Porto – não sei como se denominam – são finos, educados, atenciosos. Foi nosso sentimento no pouco tempo)enfim, nos disseram que ficava do outro lado da cidade (rsrsrsrrs)resolvemos então verificar outro hotel nas proximidades e conseguimos Residencial Paulista (40 euros, meio caro para Portugal, mas super bem localizado e bom).
No outro dia fomos conhecer Porto: parece um presépio, limpa , organizada, amei. Comemos num restaurante chic (Guarany, em homenagem aos índios brasileiros).
À noite pegamos um trem para Santiago de Compostella. Marcamos para Rafa nos pegar meia-noite na estação ferroviária, Rafa não estava e a estação já estava fechando, o guarda veio nos convidar, ainda que educadamente, para sair. Mais uma vez não sabíamos para aonde ir. Foram apenas uns 10 a 15 minutos, pois Rafa chegou e nos levou ao hotel que tinha reservado para nós, ficamos os três ali curtindo o reencontro num quarto aquecidozinho, foi gostoso.
A cidade é muito linda, arquitetura medieval, considerado um dos maiores centros de peregrinação do mundo. Tudo milimetricamente organizado e funcionando. Ë uma cidade universitária onde grande parte da população vive um tempo e vai embora, até porque não comporta empregos. A comida basicamente frutos do mar, fica a 20 km do mar. A UFBA (não somente) tem um convênio com as Universidades de lá e existem muitos estudantes brasileiros. O turismo dos peregrinos é fortissimo
O Caminho de Santiago de Compostela é uma ancestral rota de peregrinação que se estende por toda a Península Ibérica até a cidade de Santiago, no extremo oeste do Reino da Espanha, aonde se acredita estar o túmulo do apóstolo Tiago. Teve seu auge nos séculos XII e XIII .
Hoje em dia, apesar do alguns ainda terem o espírito religioso a maioria vai por busca interior ou apenas como uma grande aventura. Esta é a cidade que meu picorrucho está. minha impressão foi de uma população muito fria. Parece que não nos percebem, não olham. Prá vocês terem uma idéia, fiz uma escova num salão, a mulher em nenhum momento falou nada ou perguntou de onde eu era. Nos outros paises onde fui aos salões, as pessoas querem saber de onde eu sou etc.... Na Espanha tive um sentimento forte que são contra estrangeiros (claro que a Europa não é aberta a isso, mas lá senti isso mais forte, pode ter sido coincidência). Bem meu filhinho mora com dois rapazes que conheci Lucas e Felipe. Pessoas maravilhosas o que me deixou mais tranquila. Vivem numa irmandade de admirar: compartilham tudo e são muito unidos. Coisa bonita de se ver. Moram num apartamento de 4 quartos e achei tudo bem arrumadinho dentro das condições que eles dispõem. Acho que esta experiência será muito boa para o amadurecimento de Rafa e definição de seu futuro. Fomos todos jantar no centro histórico. No dia seguinte só encontramos Rafa à tarde,almoçamos e voltamos para Porto (pena que não conheci seu amigo jornalista, fica pra próxima)
Como o vôo para Madrid era às 6:35 da manhã, tivemos que pagar um hotel perto do aeroporto somente para dormir por 4 horas e no dia seguinte às 4 horas da manhã, voltar para pegar o avião. Essa passagem Atenas -Porto - Santiago- Madrid teve como intuito ver como Rafa estava acomodado, portanto valeu.

2 comentários:

  1. Iva,

    Que bom que vocês gostaram!
    Realmente o Porto é lindo, sou suspeita em falar, mas é a verdade.

    Beijocas,

    Muitas saudades!

    Lari

    ResponderExcluir
  2. Oi Lari,

    Amei (pra minha surpresa). Até o povo achei legal. Bje Larinha (saudadona)

    ResponderExcluir

Amigo: Se você achou o BLOG útil, se quiser mandar um alô ou informar algo, agradeço seu comentário: