quinta-feira, 10 de abril de 2008

Capítulo a parte, a ALFÂNDEGA!

Preciso voltar ao primeiro dia de nossa chegada para contar como foi nossa passagem pela alfândega.
1. Descemos do avião e seguimos todos para varias filas que se formavam nos guichês. Tinham varias com pessoas "caras de pobre" e uma dos "escolhidos" descobri que era a fila dos cidadãos europeus.
2. Algumas pessoas dos “caras de pobres” eram escolhidos para serem revistados numa salinha.
3. De repente sai uma mulher gritando em italiano "piano, piano". Eu e Luis entendemos que era para todo mundo ficar pianinho… Sei lá.
4. As malas demoraram mais de 40 minutos para aparecerem na esteira, era uma a uma, olhei na saída e tinha um guarda com um cachorro cheirando as malas. Outro revistando e um raio x para passar todas as malas..
5. Ao pegarmos (graças a Deus) nossas malas fomos ao banheiro. Quando voltamos batemos logo na saída do banheiro como homem e seu cachorro que ele apontou nossas malas... Seguimos para a saída, como ninguém nos abordou, fiquei com medo e chamei um velhinho com cara de bom e perguntei se tinha que passar no raio X.
6. O velhinho prontamente perguntou de onde tínhamos chegado. Quando falei do Brasil chamou-nos para revistar nossas malas. Ai meu Deus que medo do quilo e meio de carne que estou levando para Augusto em Portugal, penúltimo lugar de nossa viagem…. Enfim o velhinho não viu a carne. Quando abriu a mala tinha um sutiã perdido logo em cima (rsrsrsrs)

Lição aprendida. Não dê ousadia a esse povo!!!!

Gente,tenho que aproveitar momento rapidíssimos para escrever a internet custa 24 reais a hora!! Por isso estou sendo sucinta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo: Se você achou o BLOG útil, se quiser mandar um alô ou informar algo, agradeço seu comentário: